segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

PORQUE A VIDA SÃO PEQUENOS NADAS

E porque a vida também é isto ...paz e serenidade!
Levanto-me de manhã, 
respiro o ar da natureza, 
navego nas brumas misteriosas, 
que me aconchegam! 

Caminho pelos campos, 
recebo destes os bons dias. 
Sou abençoado pela visão do paraíso, 
ainda não conspurcado por Adão e Eva. 
Sinto-me puro, liberto, 
um homem livre de todas as preocupações. 

A mescla fantasmagórica, proporcionada pelo nevoeiro matinal; 
as árvores por ele escondidas, as suas cores, os seus sabores, 
rejubilam na minha alma de criança!
Sinto os dióspiros suculentos na minha mão, já amadurecidos. 
Alguns derreto-os na minha boca,
saboreando o suco de afrodite a escorrer pela minha garganta ... divinal
Nada é mais prazeroso, que estes pequenos nadas, que são no fundo tudo!

João Salvador - 24/14/2018



 




 


 

MENSAGEM FINAL DE ANO 2018/2019


Estamos prestes a terminar o ano de 2018 e a dar as boas-vindas a 2019. 
Alguns cidadãos, no outro lado do mundo, já festejam efusivamente esta passagem. 
O que muda com esta transição anual? Na minha opinião, rigorosamente nada, apenas uma data no calendário e a continuação da vida… a nossa! E só por isso já devemos estar gratos.
Naturalmente que nas nossas vidas, ocorreram situações boas e menos boas; conhecemos novas gentes, novos amigos; perdemos outros (se os perdemos não eram essenciais) e houve, pelo menos no meu caso, alterações a nível profissional!
No balanço deste ano, congratulo-me e agradeço pela recepção que tive no meu novo posto de trabalho, sendo um felizardo pois faço o que gosto! 
A mudança não nos deve meter medo, mas encará-la como um novo desafio. Entendo que os novos ventos nos aplacam a alma e nos ajudam no nosso viver! 
Não podia deixar de agradecer a todos aqueles que quer neste ano, quer nos anteriores foram as pedras basilares, no meu sucesso pessoal e profissional, pois sem eles, seguramente não teria alcançado todas as metas a que me propus. Ainda que por vezes tenha ficado um amargo de boca, mercê de alguma ingratidão (aliado à falta de reconhecimento), mas e como muito bem me dizem “as atitudes ficam com quem as toma”; sigo em frente …
A nível pessoal, nada a apontar, a paz tem-me bafejado, vivendo na acalmia destas águas turvas, apenas tempestuosas no que a todos respeita, que é a carga de impostos que pende sobre nós e torna as nossas obrigações fiscais hercúleas. 
Não vejo no horizonte ventos de mudança nessa matéria, pois os pilares da democracia estão seriamente deteriorados/ameaçados, e quem sofre, são sempre os mesmos. Que nunca nos tirem a dignidade, pois se tal ocorrer perderemos a nossa essência e humanidade! 
O bem mais precioso é a nossa saúde, estando bem, todos os restantes obstáculos são superáveis. 
O ciclo da vida, apresenta-nos situações, cujas decisões são cruciais para nós, pelo que devemos sempre sopesar a melhor opção para cada um de nós. O erro, esse está sempre à espreita, mas é com ele que aprendemos. Errar não me mete medo, o que me mete medo é não viver, não arriscar … 
Devemos ter a sapiência de ponderar cada acção, e não esquecer que nada nos é entregue de bandeja. É necessário lutar para alcançar os nossos objectivos. Isto a par da solidariedade humana e da gratidão. 
Só um homem sério e humilde poderá ser um bom homem e ser humano, pois é veementemente nisso que acredito. É esses valores que transmito à minha prol e a todos que comigo privam!
Não me rejo nas trevas, nem na maldade, sou um ser humano que erra! Mas afinal quem não erra, quem é perfeito? O ser humano é por natureza e na sua essência um ser imperfeito e é aí que reside a sua beleza. 
O que para mim almejo, para os outros desejo!

Finalmente, uma palavra de força e coragem para o meu amigo, cujo nome por respeito da sua dor, não enuncio, que perdeu recentemente o seu filho de 16 anos. Nestes momentos não temos palavras para expressar as nossas sentidas condolências. Guarda em ti, sempre, os sorrisos e as belas memórias que com ele passaste!
A todos vós um bom ano, esperando, com sincera esperança, que seja sempre melhor que o transacto!
31/12/2018

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Vindima 2018



Mais um ano, mais uma vindima. 
O licor de Baco será certamente de boa qualidade!
Agradeço a esta gente humilde, que diariamente labutam nos campos, dando-me verdadeiras lições de simplicidade e humildade, que de tempos a tempos me bafeja, recordando-me quem sou. 
Esta é a terra, o campo, são as minhas humildes origens, onde cinzelei os valores e a personalidade!
Carpe diem!

Gratidão


Bom dia!
Uma citação alusiva a valores pelos quais nos deveríamos reger.
Lamentável é ver que a gratidão é algo que não assiste aqueles seres humanos egoístas, hipócritas e mal agradecidos.
Muitos mordem a mão de quem os ajuda ...
No entanto, o arrependimento de actos altruístas, não deve existir, nem deve apoquentar o nosso viver. 
Ajudando sem esperar retorno ou agradecimento, engrandece a alma e faz de nós, pessoas melhores!
"A gratidão é o único tesouro dos humildes."
Carpe diem!

Politicamente correcto


"É cada vez mais isto! 
Vitimização, politicamente correcto, desprezo pela vítima, inversão de valores, decadência social, desrespeito pela justiça e principalmente pelas forças de segurança ...
Alguns meus amigos e conhecidos até podem discordar, mas quem conhece a realidade das "ruas" fora de "portas" (gabinetes) sabem que é assim. 
Um país dominado pela corrupção, compadrio, jogos de interesse, desprezo pelo povo que sofre injustiças diárias, nunca será um país justo, solidário e igual!
O garante da justiça e da ordem, jaz hoje moribundo, abandonado, desprovido de autoridade, meios e homens ..."