domingo, 6 de dezembro de 2020

Esculpir a alma!

A nossa personalidade vai sendo moldada ao longo dos anos. 

Factores diversos fazem com que vamos esculpindo os nosso valores, o modo de ser e de estar, mercê das interferências positivas ou negativas que nos afetam diariamente. 

O sentimento de injustiça, ingratidão, são, só por si atentatórios à paz interior!

A superação, nestes casos, é de extrema importância, pois é necessária muita capacidade de adaptação às circunstâncias.
Até das ruínas se constrói um novo edifício, dai ser necessário esculpir-nos!
Renascendo, damos importância apenas ao que é importante: paz e consciência tranquila.
Ser quem somos, aprendendo a lidar com quem nos prejudica, com ou sem intenção.
A adaptação é um pouco isto ...

João Salvador - 04/12/2020



Gratidão versus incompreensão

Nunca esperem gratidão ou reconhecimento de pessoas medíocres!

O mundo atual rege-se cada vez mais, não pelo profissionalismo, esforço, dedicação ou meritocracia, mas pelo obscurantismo! Lastimavelmente, quem singra e é agraciado, maioritariamente é aquele que mostra aquilo que não é, mas que parece ser!



segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Em tudo que fazemos, se o fizermos com paixão, gosto e profissionalismo, o resultado final será sempre uma obra de arte (a nossa).

Mesmo que não seja perfeita e apresente alguma "fissura" será sempre a obra de um ser humano " imperfeito", mas ainda assim a sua melhor criação.

Acredito veementemente na paixão, no servir o nosso semelhante, colocando nessa porrogativa as minhas mãos ao serviço dessa "arte"!

Não esperes gratidão, não cedas ao facilitismo, à inércia, ao comodismo, sê tu próprio, buscando a força no âmago da alma!

João Salvador



sexta-feira, 31 de julho de 2020

Um regime de escravidão - A China

Completamente de acordo com este pensamento!
"O mundo não pode tolerar isto. Um regime que não aceita críticas e faz "desaparecer" todos aqueles que se limitaram a alertar para um perigo, que como se aferiu, alastrou a todo o mundo e ceifou (e continua a ceifar) imensas vidas.
Talvez esteja na hora de o mundo ocidental e todos aqueles que prezam a liberdade e a democracia, de uma maneira subtil e democrática, começar a valorizar o nosso modo de vida, apostando na nossa indústria, comércio, mas acima de tudo apostar na sua massa humana. O ser humano não é um número, como o é, naquele país onde o ser humano é nada!
Comecem a valorizar os nossos empreendedores e estes que sejam humildes e pensem um pouco na sociedade em geral e no povo em particular. Temos que deixar de depender economicamente da China e só através da união lá chegaremos. Lamento que todos os cidadãos daquele país, não possam expressar a sua opinião sem serem, oprimidos!
Não podemos, nem devemos compactuar com um regime assim! Não podemos viver "castrados" e agrilhoados economicamente à China, pelo que urge criai mecanismos, para impedir que tomem conta das nossas empresas e vidas!"

16/04/2020
In Crónicas de Arménio Santero (heterónimo do meu ser)

Reflexão sobre a maturidade


Existem situações que nos fazem amadurecer, valorizar a vida, ser gratos.
Passam dez anos desde que um grave acidente me trouxe limitações físicas, mas que me abriu os horizontes, tornando-me um melhor ser humano, valorizando mais as relações familiares e inter-pessoais no geral!
Agradecer a todos que me apoiaram naquela altura e que ainda me apoiam, parece oportuno. 
Recordo com nostalgia aqueles que tanto me ajudaram, mas que infelizmente já pereceram.
É nestas alturas que o melhor de nós se revela.
Sou no fundo um homem sortudo, pois de um episódio que me poderia ter ceifado a vida, escrevi uma nova página, ou talvez um livro, completamente novo, nos capítulos da minha vida!
Tenham um bom dia e não se esqueçam de valorizar os pequenos momentos e até o ar que respiramos, pois muitos já não têm esse privilégio!


22/05/2020